Chega de tosse ! Transpulmin

Alguém lembra desse medicamento "old style" que nossas mamães usavam na gente láááá nos anos 80 ?  Pelo lá em casa era assim! 
Para quem não conhece, estou me referindo à um supositório (ui que coisa chata) mas que resolve e muito o problema.  Desde que tive o Mateus sequer me passou pela cabeça usar suporsitório para a tosse, até que de um mês pra cá ele está entre altos e baixos com uma tosse que começou fraquinha e ganhou força quando voltamos de viagem, então, para não detonar o estômago dele com mais medidamento (existe em xarope tbém)  recorri ao TRANSPULMIN. 
Estou aplicando desde sexta-feira passada e ele apresentou uma boa melhora !   Os médicos talvez não botem muita fé, mas fez efeito.

Pra quem estiver vivendo a polêmica e quiser tentar .. mal não faz !
* Mesmo optando pelo supositorio, procure orientação médica, ok ?

Macrobaby em Orlando

Nesta última viagem aos USA pude conhecer em Orlando a Macrobaby.  Como já fiz alguns posts acerca de enxoval no exterior, não poderia deixar de falar sobre esta loja enoorme e super bem falada entre as mamães brasileiras.

O bom atendimento deles começou já na minha entrada na loja quando veio uma sorridente vendedora falando português comigo,  minutos depois, ouvi português novamente vindo de outra funcionária, então perguntei se a loja que dispõe de mais de 30.000 itens seria de brasileiros e para meu espanto, nao é !  Éles contratam brasileiras no intuito de nos prestar um bom atendimento, uma vez que é do Brasil o maior público deles.

Se você quer ter à sua disposição variedade de produtos em um só lugar, a loja é uma excelente pedida.  São mais de 6.000m2 , onde você vai encontrar de panos de boca à carrinhos elaborados. Como eu não estava fazendo pesquisa, realmente nao sei dizer se vale a pena em relação às outras lojas locais, mas se comparado aos precinhos verde-amarelos, aí vale e muito !






Quartinhos descolados

Olha que coisa mais linda estes quartinhos da Oba Arquitetura !
Pra quem se interessar : www.obaarquitetura.com.br


Olha este colorido !!  Descoladérrimo !

Planejamento Disney – Passo a Passo

Ir para a Disney é o sonho de muita gente e quando nos propomos a realiza-lo, não queremos que nada fuja do script; Para tanto, a ordem do momento é : planejamento !
Resolveu que vai pra Orlando e decidiu por quanto tempo, está na hora de você começar a esquematizar a sua estada. Em quais parques iremos ? Vamos alugar carro ? Onde nos hospedaremos.. Encontre aqui algumas destas respostas, quem sabe pode lhe ser útil..
  

Preciso comprar pacote ou posso ir por conta própria ?
A minha opinião aqui é a mesma que eu teria se estivéssemos nos referindo à qualquer outro destino .. Você tem o hábito de viajar ?   Já preparou sozinho(a) alguma viagem para fora ?  Se a resposta for sim, eu acho que você não só pode como deve fazer por conta, que fica realmente muito mais barato.. Agora, se esta for a sua primeira vez no exterior, você não vai querer que algo dê errado, quer ?  Existem excelentes agências de turismo aptas a preparar um confortável pacote para você e sua família, eles tem know how para não deixar que nenhum detalhe passe batido e você terá todo o conforto e assistência necessária na sua visita ao Mickey.

Sempre tem que existir a primeira vez.. Quero sim,  ir por conta própria, como faço ?
Bem, então elaborarei um post só pra isso.

Quantos dias são necessários ?
Os pacotes propõem em média 10 dias e nós que fomos por conta própria, também ficamos com o Mateus 10 dias, mas vai de você, do tamanho do seu orçamento e tempo.  Acho que em dez dias você consegue priorizar os parques que mais lhe interessam e ainda pode mesclar  umas comprinhas com dias para descanso (é preciso descansar, viu ? senão vc não aguenta) .. Para quem quiser fazer todos os parques em 10 dias, vá sabendo que você terá que dividir seus dias,  ou, no melhor dos mundos, fique à partir de 15 dias, aí sim, você poderá conhecer os parques de Orlando, fazer umas comprinhas e ainda esticar para Kissimee e Tampa onde tem mais parques igualmente imperdíveis, como a Legoland e o Busch Gardens, entre outros.

E os ingressos dos parques, compro aqui ou deixo para adquiri-los por lá ?
Se você estiver indo por agência, eles se incumbirão disso para você, agora, se você quer comprar por conta própria, faça primeiro um planejamento de quais parques você quer conhecer,  em quais você pretende adquirir as refeições com personagens e aí comece as cotações.  Você pode comprar direto no site da Disney ou em parceiros deles, como Decolar.com e inúmeros outros que se acha no google, aí amiga(o) o esquema é simular todas as combinações de parques que te interessam para ver em qual deles dará o melhor valor.  Os preços são praticamente os mesmos, o que varia são as taxas cobradas.   Lembre-se que comprando pelo site, você terá que ir até um posto de venda lá em Orlando (nós fomos no da Disney Downtown) para trocar o voucher por ingresso, do contrário você não entra.

É negócio me hospedar nos hotéis da Disney ? 
Se você for com o intuito exclusivo de ir aos parques, é quase que obrigatório.  Os hotéis da Disney estão instalados no complexo, tem o metrozinho deles que leva você até a porta dos parques e além disso, nestes hotéis você vai respirar o estilo Disney de ser.  Se você pretende passear por Orlando e quer se dividir entre parques e compras, te sugiro ficar na cidade.  Ficamos na International Drive e foi ótimo.

É verdade que Julho é a melhor época para se conhecer a Disney ?
Eu diria que julho é a pior época do ano, pois os preços são mais altos, os parques muitos mais cheios, em se tratando de alta temporada, assim, as filas são ainda maiores e o calor é insuportável.   Se você tem crianças em idade escolar e julho é o único mês para viagem aí tudo bem, mas para quem tem opção de escolha, eu diria para fugir de julho.
A Flórida é um lugar essencialmente quente.  Orlando é um pouco mais fresco que Miami, mas a partir de Abril já é possível pegar calor por lá, de modo que na minha opinião os melhores meses para visitar a Disney são Abril, Maio, Agosto e Setembro.
 
Mas Disney é Disney em qualquer mês do ano, conheço gente que foi em Janeiro e voltou contando maravilhas, então se não deu pra  enquadrar-se  nos meses recomendados, a melhor época do ano passa a ser aquela em que você pode ir, beleza ?

Meu filho está indo em excursão, quantos dólares devo disponibilizar para ele se manter neste período ?
Levando em consideração que excursões adolescentes geralmente tem incluído café da manhã e os ingressos, conclui-se que as únicas refeições que ele fará serão almoço, jantar e lanches extras, certo ?  Além disso, tem as compras que seu filho vai querer fazer e que eu nem ouso te sugerir nada, pois dependendo do bolso de cada um, o céu é o limite.

Mas vamos ao básico..  Uma refeição decente (refiro-me a tudo que passa longe de sanduíche) encontramos  nos parques em torno aí de $ 20,00 / 25,00 USD com bebida e por pessoa em Maio de 2013, já pelos sanduíches pagávamos ainda menos.  Agora é só você fazer as contas em cima do que pretende proporcionar ao seu jovem turista.


Criança não sabe perder

E quem disse que precisamos gostar de perder ? Ninguém disse!  porém o "saber perder" é fundamental para que a competitividade de cada um seja saudável.  Mas e como é que a gente explica pra uma criança de 03 anos que ele precisa saber perder ?
Difícil, né ?  Pois foi exatamente este o nosso dilema do último domingo lá em casa.  O Mateus que é uma criança boazinha, resolveu se rebelar e armar o maior barraco porque "perdeu pro primo" em uma corrida de bike X patinete.  Salvas as proporções dos meios de transporte é óbvio que uma criança de três anos perde para uma de sete em qualquer coisa que se proponham a fazer, mas vai explicar isso pro figura ?

Pra você entender um pouco melhor o cenário, preciso expor aqui a nossa (Joel e eu) parcela de culpa, bem como a da escola;  De um tempo pra cá, refiro-me há alguns meses, a cada brincadeira com o Mateus em que ele é exposto à algum tipo de competição, ele já avisava antecipadamente ..  "_Eu que ganho!" e a gente achando aquilo engraçadinho, perdíamos de propósito para ele, algumas  vezes eu até explicava que vitória é coisa que se conquista e não se combina, mas também nunca fui à fundo para ver o grau de compreensão dele sobre aquilo que eu estava dizendo.  O estopim da história veio quando, em uma competição com crianças, ele passou a querer a mesma coisa e algo que eu achava inofensivo me deixou realmente preocupada, pois se não resolvêssemos agora, poderia virar no amanhã, um grave problema.

Disney 2013 - Post de Introdução

Ir pra Disney com criança pequena (Todler – como são chamados nos USA – 0 a 5 anos) é realmente voltar um pouquinho a ser criança.  Tudo bem que por lá isso não é tão difícil, mas sempre tem aquelas atrações mais infantis que em outras circunstâncias talvez eu não fosse e com o Mateus fomos em todas e adoramos !!

A viagem foi cansativa até dizer chega!  Como da última vez nós fomos em um voo madrugueiro para Miami e agora fomos em um diurno, deu bem para compara-los e poder dizer que o diurno definitivamente não é bom para mim, imagine pro Mateus, à noite pelo menos a gente teria dormido melhor.
Um parêntese .. esta foi a primeira vez que voamos pela Copa Airlines e confesso que estava  receosa, porém.. Recomendadíssima !  Excelente serviços, adoramos a Cia... Fecha parêntese.

Vou narrar a viagem em vários posts, pois são tantos detalhes que fica praticamente impossível, passar tudo em um post só.

Pois bem, Ficamos lá de 01 à 11/05/13 entre passeios e parques.  As idas aos outlets, os passeios por Orlando, o bairro Celebration (este é outro que merece um capitulo à parte) e claro, o comportamento do meu todler durante estes dias.

Pra começar vamos às apresentações dos Parques.

Os da Disney ..

Magic Kingdom – Inaugurado em 1971  é  o mais “cara de Disney” de todos os parques.  Para quem vai com crianças é parada mais que obrigatória.  Estou me referindo àquele que tem o castelo da princesa, dispondo de 43 hectares de área, repleto de atrações.

Epcot – Também da Disney. Lá que existem os países muito bem representados em cenários lindos, além de inúmeras atrações bastante curiosas.  Ah, e para preparar suas pernas, o parque tem uma área de 121 hectares, beleza ?

Thyphoon Lagoon – Um parque aquático muito divertido e cuja lenda diz que passou um tufão por lá e deixou tudo de ponta cabeça. É bem legal, principalmente pras crianças.

Blizzard Beach – Desde 1995 é um dos parques aquáticos mais visitados do mundo. A história diz que teve uma nevasca atípica na Flórida e que o gelo derretido são as  águas de hoje.  Lendas à parte, o parque é uma delícia e tem mais opções de brinquedos para adultos que o Thypoon, como por exemplo, o Summit Plummet, queda livre e íngreme  de  36,6 metros onde a pessoa chega a uma velocidade de 97km/h e o Runoff Rapids, tubos de 183m. Se você gosta de adrenalina, ambos são imperdíveis.

Hollywood Studios – Tudo sobre filmes. É legal, mas não tem a fama de ser dos mais divertidos  pras crianças  No entanto,  para os aficionados por cinema, é um baita programa.

Animal Kingdom – Inaugurado em 22 de abril de 1998, o parque é uma mistura de parque com zoológico. O maior parque de todo o complexo.  É lar de 1.700 animais e também associado à Associação de Zoológicos e Aquários. Tem muitas atrações para os pequenos e os crescidinhos também.


Os demais ..

Sea World – O parque da famosa e falecida, Shamu.  Prepare-se para um mergulho ao fundo do mar.  Atrações, brinquedos, shows e aquários belíssimos você encontra no Sea World. A área total do Sea World é de 83 hectares.

Acquatica – O parque foi inaugurado em março de 2008 e conta com uma área de 24 hectares localizada logo do outro lado da rua do SeaWorld, na International Drive. O visual e o espírito do Aquatica são inspirados por cores vivas, flora deslumbrante e a personalidade tranquila das Ilhas dos Mares do Sul.  Realmente um excelente parque aquático, talvez hoje o mais legal da categoria.

Universal - O Universal Studios Florida é um estúdio de cinema e televisão de verdade que permite aos convidados mergulhar na ação de seus filmes e programas de TV favoritos.  Possui grande  variedade de localidades montadas e o visitante é o artista.  Vale a pena conferir, principalmente se você gostar de música e cinema.


Breves Comentários :

Fast .. ou Fat.. Food  -  Nos parques não tem comida rápida como as do Brasil. Não adianta bater pernas procurando porque definitivamente, não tem !  A comida rápida deles é sanduiche ou frango frito !  Se você quer comer bem, tem que ir para um a la carte.  Os restaurantes dos parques ganharão um post só pra eles.

Mosquitos e mais mosquitos – Não sei se é uma infestação momentânea ou se aquilo é praxe no verão deles, mas tinha muito mosquito em Orlando. Tem um maiorzinho por tudo que chega a incomodar e tem também bastante pernilongo e por tudo. Leve repelente para você e para as crianças, pois eu que sou alérgica saí me coçando.

Sol que queima – protetor solar em alto fator e com reaplicações ao longo do dia, por favor.

Carrinhos de bebê parque afora – Não tem como encarar toda aquela imensidão de parques com criança nos braços, assim, todo mundo anda com seus  bebês e também os crescidinhos em carrinhos.  O bom de tudo isso é que o pessoal simplesmente estaciona os carrinhos em locais apropriados na entrada das atrações e vai tranquilo, pois ninguém mexe.   Só não vá dar sorte pro azar, né ?  Deixávamos no carrinho  apenas as “tralhinas” do Mateus e as nossas coisas seguiam dentro da mochila às costas.
Carrinhos de bebê parte II – muita gente deixa pra comprar por lá aqueles carrinhos modelo sombrinha e depois deixam lá mesmo porque é muito barato e nem vale a pena trazer;  Isso seria uma excelente alternativa se o dito carrinho tivesse um pouquinho mais de conforto e principalmente um toldinho pra proteger a criança do sol.   Se você estiver com a intenção de comprar um destes carrinhos, procure um modelo que recline um pouco e que tenha sombrinha, do contrário,  acontecerá com seu filho o que vimos muito por lá, crianças sentadas todas tortas, com a cabecinha pendurada pra fora do carrinho e literalmente tostando no sol.  Levamos o carrinho do Mateus daqui e ele dormia à sombra, acordando a seguir cheio de energia de novo.  Por um carrinho sombrinha desconfortável você vai pagar a partir de uns $ 15,00USD nos supermercados,  já um melhorzinho custará a partir de uns $ 40,00 USD..   eu recomendo o investimento.

Chegue cedo –São inúmeras atrações, a criança quer conhecer, quer fazer xixi a qualquer hora, quer paradinhas pra comer algo, de forma que não dá, definitivamente, para encarar jornada reduzida de parque se você pretende ver tudo.

Estacionamento – Se o seu hotel não tiver free shuttle, o negócio é ir com o seu carro mesmo, pois tem hotéis que cobram até $ 17,00 USD por pessoa para transportar até o parque, já indo de carro você pagará $ 15,00USD pelo veículo, o que vale bem mais a pena.

Ingressos com retorno – Você consegue comprar tanto no Brasil como lá, os ingressos que dão direito a retorno dentro do período em que estiver por lá.  Acho fundamental se você vai com criança pequena, comprar dois dias pro Magic Kingdom por exemplo, ou o parque preferido de seu filho, pois a andança é grande e das duas uma .. Ou você não vê tudo  ou  tem que fazer tudo muuuito correndo.

Nos próximos posts,  mais detalhes da nossa deliciosa passagem pela "casa" do Mickey.

Posts Recentes

Últimos Comentários

Não perco por Nada!

CAIXINHA DA MAMÃE - Todos os Direitos Reservados - Copyright © 2013
Desenvolvimento EMPORIUM DIGITAL